domingo, 7 de outubro de 2012

Dia de voto





Dia de voto

É dia de votar. Ai, que canseira!...
Acordo já com tédio, não me invade
a coisa cidadã à brasileira,
bocejo, tô cansado de verdade...

Será que me condenam a leseira,
não ter o compromisso numa idade
que dizem exemplar, um que, com eira,
com beira, paga impostos à cidade?

O título na mão, banho tomado,
o tipo que exigiram, inocente,
a mente de quem sabe do fracasso.

Prometo, votarei num extremado
sujeito que não ganha, que é decente,
no mais, há minha cama, meu cansaço.


*** Imagem: brasão de Campo Grande - MS.
Share |

16 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Henrique, votei na primeira hora, para me livrar da obrigação. Porque está fazendo muito calor, e depois das 9:00 am seria uma caldeira. =D

BAR DO BARDO disse...

Também votei cedo, meu camarada Kawanami!

byTONHO disse...



Voto na última...
portão quase fechando,
urna quase desligando,
só assim pinta emoção
na tal e.lei.são?

"Não sou deVOTO disto!"

:o)

BAR DO BARDO disse...

by TONHO,

vote sim. Ou não?...

Anônimo disse...

Poeta Henrique Pimenta:
Deus te Salve!
Segue um link de um livro eletronico de nossa lavra que acha que vosmicê vai gostar:
http://www.arquivors.com/mcarneiro3.pdf
Abraços,
Miguel Carneiro

Henrique Pimenta disse...

Miguel Carneiro,

li o seu trabalho. Tenho uma vertente fescenina também em meus versinhos.

Parabéns!

Fred Caju disse...

Sempre com seu soneto na manga!

Leo Lamarão disse...

essa minha satirica não curte muito politica
dessa vez não teve tanto chamariz
votei para prefeito 99 machado de assis
não pude esquecer do meu pundonor
e com 99999 votei para vereador

José María Souza Costa disse...

Henrique muitissimo saluta, a sua poetica. Parabens. Tenha um feriado e um fim de semana, agradavel.

Henrique Pimenta disse...

Valeu, Fred!
Grato!

Henrique Pimenta disse...

LL,

você é um poeta...

Henrique Pimenta disse...

JMSC,

Seja feliz!

Adriana Riess Karnal disse...

somos 2 cansados, entao.

BAR DO BARDO disse...

pois não é, karnal?!!

Marcelino disse...

"a coisa cidadã à brasileira":Disseste tudo, poeta. Só por aqui que se apostam todas as cartas em um único dia para se bater no peito e dizer q se exerceu a cidadania.

BAR DO BARDO disse...

Marcelino,


pois... Mas permaneçamos na mudança para melhor.

Abraço!