quarta-feira, 24 de agosto de 2016

À tríade



À tríade

Um macho, uma mulher, uma ambição,
a tríade comunga dos eventos
normais, inusuais comportamentos
à vista da pretérita noção.

Eu acho que não devem, que é malsão,
não devem, que é profano, sem provento,
não devem, nem preciso de argumento
a fim de que se queimem por sanção.

Um macho, que mal faz, se só deseja?
Mulher, que há de fazer, se sã sobeja?
A dupla vai à mosca ambicionada.

Deixemos que se fartem a seu jeito
e, fartos da ambição, se houver rejeito,
a trinca se desfaz, penalizada.

*** Img in Pinterest
*** I'm thinking in "Ambitious Lovers"... Do you remember?


Share |

2 comentários:

Jarbas Similevinsk disse...

Acho que entendi. Muito bom.

BAR DO BARDO disse...

É lógico que entendeu, Jarbas!