quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Amor bestial



Amor bestial

Se amar for armação de seu amante,
em busca de prazeres sensuais,
ou golpe do destino, de ir adiante
nas coisas de mistérios e de mais.

No caso masculino, não distante
do caso feminino com seus ais,
se amar for ilusão, tão semelhante
ao verso... São parelha de animais.

À fêmea nada resta, vai restar
na mão de quem lhe trata no capricho,
é besta de tração, não mais que bicho.

Ao macho, se souber como pastar,
se farte à ferradura da dadora,
ou ame e seja amante da amadora.

*** Há um quê de machista?
*** Img: estadao.
Share |

4 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Bestial, ó pá! Este é outro que tem de constar em antologia, sem trocadilho. Excelente. Deu prazer ao ler, melhor reformular: senti o prazer mental do texto.

Em bom Português: bom pra caralho, meu! Puts grila, vá tomá na peida, que porra!

Henrique, este tá duka.

=D
Marcos

Cássio Amaral disse...

Bestial sim mestre.

Braços.


BAR DO BARDO disse...

Marcos,

sinceramente, é bom ter leitores feito Vossa Senhoria. Porque somos da velha escola, embora você seja um "teen" - em termos de idade cartorial.

Abraço!

BAR DO BARDO disse...

Aí, Cássio.

A bestagem, para o caso, é best.

Abraço!