quarta-feira, 20 de maio de 2015

Ao ex-ato














Ao ex-ato

De Exatas, não de Humanas, com efeito,
assim é meu governo racional.
Aqui na prefeitura sou prefeito
perfeito para o bem municipal.

E sou religioso com conceito,
um homem impoluto que degrau
após degrau supera o preconceito
daqueles que se voltam para o mal.

(O lobo sob a pele de cordeiro,
em branco, feito um cheque eleitoreiro,
tem crença no que diz sua sandice.)

Já disse que sou probo, que não peco,
repito o que já disse no GAECO,
sou probo, que não peco, já não disse?!
 
*** Img in portaltucano.
Share |

2 comentários:

Jarbas Similevinsk disse...

Boa, Pimenta! E obrigado por voltar a se comunicar conosco, seus leitores habituais. Poema inteligível (não hermético) é muito bom. Sobre o conteúdo, hoje em dia quanto mais se fala em Deus mais se pensa em dinheiro. Quando algum "homem de Deus" se aproxima, seguro meu bolso e mando as crianças sairem de perto. E lembro de Calvino, que, "homem de Deus", para contrapor uma ação divina aos assassinatos da Inquisição... mandava queimar vivos (ex., Servet) quem discordasse da sua inspiração divina.

BAR DO BARDO disse...

Jarbas, às vezes até me comunico...