quarta-feira, 7 de junho de 2017

Resumo




Resumo 

Um livro para ler em quinze dias;
depois, para provar que ele foi lido,
faremos uma prova. Como lido
com isso não é fácil, vou às vias


modernas que me aviam, alivio,
resumo com macetes que valida
meu ócio por mais dias recolhida
no quarto, meditando no vazio.

Volume de grossura que afugenta,
não perco um só segundo do meu sono.
Aqueles que não dormem, quem aguenta?!,

que primam por virtudes, abandono...
Eu sou a popular, não sou isenta,
e corto relações, não telefono.

Henrique Pimenta
Campo Grande, 27 de julho de 2012
Share |

7 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Chique e joiado.

abraço

BAR DO BARDO disse...

Valeu, Marcos!

Marcelino disse...

Excelente. Bardo, tô te devendo minha análise dos contos do "Ele adora", terminei de lê-los mas estou ainda buscando um jeito de colocar no papel minha leitura.
Abraços

BAR DO BARDO disse...

Oi, Marcelino. Fique tranquilo. Mas se vc terminar a análise, eu publico, depois de autorizado. Abraço.

Jarbas Similevinsk disse...

Entendi até o décimo
verso (que artista!)
com a ajuda dum lídimo
verso sinistro, o petista.

Porém, que devam primar
(ou já perderam o sono)
por virtudes, abandono,
em qual sujeito pensar?

Jarbas Similevinsk disse...

"Eu, espertinha, abandono
os inimigos do sono?"
Se sim, matei a xarada
e mereço a cervejada!

BAR DO BARDO disse...

Grande Jarbas, te devo uma Heineken!