quarta-feira, 9 de maio de 2012

Desenredou na rede




E que fique registrado

Cuidado com registros, arquivá-los
não vá sem uma senha, sem saber
que podem hackeá-los, vão aos ralos,
por grana, por fofoca, por lazer.

Em poses de potrancas ou cavalos,
em trajes de inocência, para ver
as curvas musculares, os abalos
nos olhos de seus fãs, que não vão crer.

Às vezes a barriga, algum mamilo,
um naco de uma coxa, mais aquilo,
o corpo desnudado de pudor.

As fotos, se vazarem, um apelo,
aquelas indiscretas, as em pelo,
divulguem-nas primeiro, por favor!



Playboy’s report

A Di*ck****, tão bela, não precisa
mostrar nem demonstrar, é o que é,
tem shape de quem malha, focaliza
no corpo seu altar e sua fé.

A santa C******* sataniza
ao ver suas calcinhas, seu axé,
no show de baixarias que erotiza
a rede pelo chulo mais chulé.

As fotos se revelam para o mundo,
imundos internautas consumindo
de graça o que a Playboy faturaria.

Recorde de visitas, um fecundo
louvor pelas visões que vêm surgindo
por meio da divina putaria.



*** Este blogue é contrário a hackers e censuras.
Share |

18 comentários:

Adriana Godoy disse...

Enredei-me em seus versos. Atualíssimo, com toques originais. Esse é o Bardo, alardeando o contemporâneo com seu estilo único! Beijo

byTONHO disse...



FUnCK-se!

Fuque-fuque C-r-l-n- D--ckm-nn


Vem K, enrolina-se NIMIM
Desce! Desce! Desce!
Se você me desse,
mais EU daria DIMIM!
Potranca relincha assim,
Ri! Ró! Ri! Ró!
Pocotó! Pocotó! Pocotó!
...

P-rqu- EL-S ñ v~o p-r- -ngl-t-rr-,
o s-ns-c--n-lismo n-sc-u l´...

A mídia nos "imprenssa"
Quer VENDÊ! Quer VENDÊ!

Não compro! Não compro! Não compro!

É! É! É!
Qui país chulé!
É! É! É!
Qui país chulé!...♪


Oh not!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Henrique,

Vc tem vocação boa para a crônica de época em poesia à moda de Noel Rosa, que a fazia com humor e introduzindo na música a gíria da época. Vc pode se inspirar lendo as letras do Noel no site: http://letras.terra.com.br

BAR DO BARDO disse...

Como diria o Tonho, Adriana, oh not!

Agradeço pelos alardes, hehehe!
Beijo!

BAR DO BARDO disse...

O teu funk, Tonho, lembra o Bonde do Rolê... Vamos cantar de novo - e balangar os traseiros:



FUnCK-se!

Fuque-fuque C-r-l-n- D--ckm-nn


Vem K, enrolina-se NIMIM
Desce! Desce! Desce!
Se você me desse,
mais EU daria DIMIM!
Potranca relincha assim,
Ri! Ró! Ri! Ró!
Pocotó! Pocotó! Pocotó!
...

P-rqu- EL-S ñ v~o p-r- -ngl-t-rr-,
o s-ns-c--n-lismo n-sc-u l´...

A mídia nos "imprenssa"
Quer VENDÊ! Quer VENDÊ!

Não compro! Não compro! Não compro!

É! É! É!
Qui país chulé!
É! É! É!
Qui país chulé!...♪

Oh not!

BAR DO BARDO disse...

Marcos,

agradeço pela dica. Venho labutando Noel, com mais afinco, desde o ano passado.

Abraço!

Marcelino disse...

Perfeito esse "E que fique registrado", excelentes rimas, tudo bem articulado. Deve ir para o próximo livro.

BAR DO BARDO disse...

Marcelino,

grato pela leitura!
Abraço!

Rúbida Rosa disse...

Pois é... quem manda ser descuidada, né?!
Ah! E parabéns pelo livro! Sucesso!
Beijos!

BAR DO BARDO disse...

Rúbida,

e não é?!

Beijo!

Iara Maria Carvalho disse...

que ritmo! espero que ela saiba sambar!

parabéns pelo livro!

beijosss

BAR DO BARDO disse...

Iara,

muito agradecido!
Lançaremos breve!

Felicidades a você e família!

Rayuela disse...

enredados en redes virtuales, donde poco es lo que parece-

abrazo*

BAR DO BARDO disse...

Ray,

eso es todo!

:)

Cássio Amaral disse...

99 sonetos sacanas e 1 canção de amor -

será lançado dia 25 deste, às 19h,
no Memorial de Cultura e Cidadania, aqui em Campo Grande.

Após o lançamento, indicarei como proceder para a compra online,
porque será vendido apenas por mim e entregue pelo correio.

(O preço para o Brasil: R$ 20,00.)

Brô, tá no meu perfil do Facebook e vou postar no meu blog agora.

Bração. Muita luz.

L. Rafael Nolli disse...

Ganhei o meu dia. Baixei as fotos em questão e li dois belos poemas sobre o tema!

BAR DO BARDO disse...

Cássio,

você é (quase) o meu agente literário.
Putz!
Obrigadão!

BAR DO BARDO disse...

MANolli,

hehehe... Bom que tenha gostado... dos poemas.

Abraço!