sexta-feira, 24 de maio de 2013

Se sonhos...

img - Elizabete Burkhardt

Se sonhos...

                                                        ao amigo Piligra

Se sonhos são retalhos de pintura,
cinema sem roteiro ou direção,
ciência sem senão, sem estrutura,
ou caso de loucura ao coração...

Se sonhos são prazeres em tortura,
se sanha comedida da razão,
se senha por nonadas com fartura,
saúde com descuro, confusão...

Por serem, pois, assim, indefinidos,
definem o que somos, diferenças;
o mesmo que sonhamos reprimidos,

premidos, e libertos às expensas
do caos universal a nós unidos,
que somos seus pertences e pertenças.


***
Share |

10 comentários:

piligra disse...

Meu amigo Henrique Pimenta, muitíssimo obrigado pelo carinho e pela retribuição no soneto, tuas palavras são os gestos metafísicos que a minha alma agradeçe...Aquele sonetos "Sonhos" só foi possível graças ao amigo que me enviou aquele vídeo que já assistir mais de 20 vezes...Abraços na Bete! Outra vez obrigado pelo carinho!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Pô, bicho, muito maneiro. Este saiu super sonoro, e com um significado excelente. Este é para selecionar, e publicar futuramente.

BAR DO BARDO disse...

Piligra,

a parceria permanece. Abraço!

BAR DO BARDO disse...

Marcos,

vindo de você... cacildis!, elogio trrtteeemmeemenndodddo!

Abraço!

Eleonora Marino Duarte disse...

Henrique,


definir "sonho" não é fácil. você conseguiu!


belo soneto!!


um beijo.

Fred Caju disse...

Comecei hoje com os 99 sonetos, classe A mesmo!

BAR DO BARDO disse...

Eleonora,

grato pela passagem! Felicidades!

BAR DO BARDO disse...

Fred,

grato pela "dica". Tomara que seja bom mesmo!
Abraço!

Fred Caju disse...

Pimenta,
seu Uva e Trigo me fez desistir de um infeliz Pão & Vinho que andava tentando escrever. Obrigado,
Caju.

BAR DO BARDO disse...

Abraço, Fred!