terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Maldição




Maldição

Difícil convencer-se pela guerra
no campo do sensível, porque falha.
A fala não convence, porque erra.
Retórica por menos de uma palha.

O trato das palavras é o que berra
no sangue envenenado da canalha.
Torneio de argumentos que se encerra
em forma de serpente que chocalha.
 
Assim, não se convence para a paz.
Assim, não se convence, se é traído.
Assim, não se convence, porque jaz

o senso do sentir e do sentido.
Somente no silêncio se desfaz
a trama serpentina do mal dito.

*** Img in tumblr
Share |

4 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Que cadência legal, gostei muito!

BAR DO BARDO disse...

"La musique avant tout chose (...)" et "De la musique encore et toujours!" - Paul Verlaine.

Marcelino disse...

Gostei especialmente dessa terceira estrofe: um terceto que conclui com atualidade expressiva teu belíssimo texto.

BAR DO BARDO disse...

Valeu,
Marcelino!